Resolvi postar mais um Hiper-realista, DUFFY SHERIDAN, dessa vez não pela pintura, mas postei porque Duffy tem alguns vídeos no Youtube onde ensina sua técnica. Ele fala um bocado em um total de 14 vídeos, enquanto pinta seu auto-retrato, acho legal a gente aprender alguma coisa com um artista que viveu uma vida inteira aprendendo a pintar. Claro que pintar não significa necessáriamente ser um gênio, pintar também é um ofício, o bacana é, quando por obra desse ofício, o artista estrapola e nos surpreende com um Obra Prima, uma peça única onde ele consegue ver o que nós não podemos, geralmente é o óbvio. Ma é só isso. Vejam no final o link para o primeiro vídeo e depois é só seguir no Youtube.

Esse rapaz é um colírio para olhos cansados como os meus. Há muito o que falar dessas pinturas, mas não tenho muito tempo agora, meus últimos posts estão sem texto,  tô com muito trabalho no estúdio e na faculdade, então só vou dar conta disso quando a poeira baixar, aí posso falar mais desses últimos pintorespostados. Por enquanto fiquem aqui com as pinceladas vigorosas e pinturas gêniais desses artistas, vou escrever sobre eles no tempo certo, começo a postar uma pintura empolgante que inspira  até os mais incrédulos da força de uma pintura figurativa nos dias de hoje. Inscrevam-se no Blog e acompanhem o desenrolar.

Não deixe de conferir o site dele, bem legal e funcional:

http://somepaintings.net

__

__

Confiram também o site do sujeito: http://www.robineley.com

Quero avisar a todos os frequentadores do Blog, que teem sido muitos por sinal, que ainda muita água vai rolar. Não pretendo ficar só nos realistas, tem muito pintor figurativo que explora outras vertentes da figura e com o tempo vou postando, vocês não perdem por esperar!

Vamos lá! No início de 2010 eu andava muito por São Paulo. Num passeio de final de semana me deparei com uma exposição, ali no Rol da livraria da Cultura, mega livraria bastante conhecida na Av. Paulista. Trabalhos maravilhosos, muito fortes, figurativos com uma carga emocional bem grande. Em muitos pontos, também era parecido com o que eu estava produzindo. Fiquei impressionado, muito bem impressionado aliás, pensei que era trabalho de um mestre Japonês, tipo o Sr Miaggy… Afinal, Takiguthi é bem nome de palestrante da Seicho-no-iê!!! Havia um atendente que me deu um folheto, guardei dois. Depois de um tempo fui visitar o Atelier do Pintor, qual não foi a minha surpresa quando entrei no Atelier e vi um rapaz que tinha mais ou menos a minha idade, muito mais pra Daniel San do que prá Miaggy… enfim, conversamos muito, ele me disse que foi discípulo de Silveman um grande artista estadunidense e que ensinava a técnica do mestre. Foi um grande prazer conhecer esse artista, tem muitas referências sobre ele na internet, inclusive uma ótima entrevista em que ele explica os fundamentos da sua pintura, vou passar os links em baixo, por enquanto vejam o seu trabalho.

AS imagens não estão muito boas, o trabalho dele é bem superior ao que eu mostro aqui, vejam com mais qualidade no site dele:

http://www.takiguthi.art.br/

Aqui a entrevista de que falei. Maurício é muito consciente e articulado, ele defende muito bem seu ponto de vista:

http://artemazeh.blogspot.com/2010/05/mauricio-takiguthi-pintor-realista-em.html

Dessa vez demorei um pouco para mostrar um novo artista. Por conta do feriado e também porque eu queria postar o trabalho de Alyssa e não lembrava o nome dela, nem o Site. Com o Carnaval acabei deixando a busca pra depois e hoje de manhã voltei a trabalhar e também alimentar o Blog, no caso hidratar o Blog… Acho a obra dessa mulher é fantástica, Alyssa é natural de New Jersey, NY – USA , ela demostra um grande senso artístico e compositivo nas suas pinturas, explorando a interação do corpo humano com elementos translúcidos: água, plástico, vapor e vidro. Ela tem um site excelente, um dos melhores que já vi, com toda a trajetória da artista, seus dados pessoais e todas as informações relevantes que quem pesquisa quer ver num site de pintura. Seus quadros são de grandes dimensões, que facilitam o foto-realismo, o seu site mostra inclusive os detalhes da pintura, que de perto, podemos ver as pinceladas gostosas na textura da tela.

O site: http://www.alyssamonks.com

Kassan é um exímio desenhista que passa para a tela uma pintura extremamente realista, porém, não se deixa levar pela simples cópia do natural, não é em toda obra, mas vejo na maioria delas, algo que vai mais além do que apenas técnica. É muito tênue o fio que separa bons pintores dos medíocres, isso não tem nada a ver com técnica ou quanto hiper-realista é a obra,  é o tal do algo mais, um conjunto de coisas que fazem o artista baixar do mundo das idéias para a materialidade algo de significativo, que nos puxa de volta para as esse terreno ideal. David Kassan, usa o hiper-realismo contrastado com fundos abstratos, que ao mesmo tempo são representação realistas de paredes, tapumes sujos ou painéis carcomidos. Kassan dá várias voltas e nos engana como um ilusionista.

Gosto especialmente desse scretch. Vejo muita gente pegando foto de criança e criando figuras bizarras… Bebezinho assim é muito difícil de fazer e alguns artistas insistem em repetir fórmulas de desenho. Aí, Kassan, procurou uma cena nada comum da criança sem tentar fazer um desenhinho fofo, ele capta a alma de um bebê deixando claro que ele é uma criatura ainda com limitações e dependente.

 

Link para o site dele:

http://davidkassan.com/

Site com uma boa navegabilidade.

 

Sandorfi faleceu em 2007 e deixou uma obra fantástica. Quando vi alguns de seus quadros, primeiro achei que fosse um trabalho de manipulação fotográfica, Olhei melhor e me pareceu pintura feita com colagens fotográficas… Não. É o velho e simples óleo sobre tela. É admirável que Sandorfi tenha resistido a uma pintura naturalista numa época que se decretou a morte da pintura, mas ele fez isso e foi fiel as suas convicções ate o fim.

Suas primeira pinturas não vendiam, eram muito assustadoras, fruto de um início de vida marcada pela violência da revolução na Hungria, onde sua família sofreu com cárcere e exílio. O desenho e a pintura foram seu refúgio na época.

Existia um site com todas as suas pinturas catalogadas por ano, algo assim, não lembro direito. Friends of Sandorfi: http://www.fosaw.com, mas saiu do ar…Lembro de ter sido aí que me convenci que sua pintura era realmente uma pintura e não fotografia ou pintura em cima de foto. Não sei como ele trabalhava, gostaria de saber mais. Esse tipo de pintura pode ser feita com modelos ao natural ou até mesmo com uma referência fotográfica. O desenho pode ser passado para tela por meio de rotoscopia (projeção fotográfica). Não sei mesmo. O fato é que além do realismo, existe algo mais nas pinturas, algo que transforma esse húngaro num verdadeiro mestre da pintura contemporânea.

Para saber um pouco mais desse cara, consultem o Google, com as tags de seu nome e clique em imagens do google. Pena que não tem os primeiros trabalhos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com cuspe e com jeito…. bons artistas não se intimidam com nada mesmo, como poderia, alguém pensar que, pintar umas mulheres banhadas em catarros e mucos de toda sorte poderia ser tão belo e interessante. Monica Cook pensou. Com muita gosma, construi um imaginário bem peculiar e significativo. Vejam no site também as animações dela e talvez alguma coisa se revele. Site: http://www.monicacookart.com

Gosto muito da sua série em papel também. Primorosa.

Muita coisa preu fazer aqui, mas vou manter a proposta de atualizar sempre o Blog e criar um catálogo de pintores contemporâneos. Lá vai!

Lu Cong, mais um gringo que pinta retratos contemporâneos com cara de século 18… Gosto muito da suavidade e dos seus quadros, as figuras parecem ser plácidas mas com muita carga psicológica.

 

É excelente, não deixe de ver o site oficial do artista: http://lucong.com